Aerosmith e Joey Kramer se reencontram após uma separação amarga

O baterista fundador do Aerosmith, Joey Kramer, é mostrado em seu retorno ao Park Theatre após um show de sete ...O baterista fundador do Aerosmith, Joey Kramer, é mostrado em seu retorno ao Park Theatre após uma ausência de sete meses na segunda-feira, 11 de fevereiro de 2020. (Eric Rabbers) Nesta foto de arquivo de 15 de agosto de 2018, Joey Kramer, a partir da esquerda, Steven Tyler e Joe Perry do Aerosmith se apresentam no programa 'Today' da NBC no Rockefeller Center em Nova York. (Foto de Charles Sykes / Invision / AP) O baterista fundador do Aerosmith, Joey Kramer, é mostrado em seu retorno ao Park Theatre após uma ausência de sete meses na segunda-feira, 11 de fevereiro de 2020. (Eric Rabbers)

Bem, se nada mais, Aerosmith não precisará editar o vídeo documentário pré-show.

Baterista Joey Kramer, um membro original da banda, voltou ao palco após uma ausência carregada de drama que acabou no tribunal.

Kramer tocou todo o show do Deuces Are Wild na noite de segunda-feira, e está de volta à banda até novo aviso. Os representantes do Aerosmith não emitiram uma declaração formal explicando seu retorno. A mudança é vista como um gesto de boa vontade entre amigos de longa data.



Vocalista Steven Tyler gritou o retorno de Kramer no topo do show, gritando, Na bateria! Sr. Joey Kramer! Este foi um aceno cerimonial para o momento, já que as introduções da banda geralmente são realizadas até o final do show.

Kramer, destaque no documentário de 30 minutos tocado para os fãs enquanto eles entram no Park Theatre, é lendariamente creditado por originalmente sugerir Aerosmith como o nome da banda. No entanto, ele ficou fora do palco por cerca de sete meses desde a residência Deuces Are Wild no Park Theatre, que data de julho passado. Foi originalmente relatado que ele havia deixado o cargo em abril, mas a banda confirmou que ele tocou durante as datas de verão, que vai de 19 de junho a 9 de julho.

Os representantes do Aerosmith explicaram que Kramer sofreu problemas físicos relacionados a uma lesão no tornozelo e um sub baterista alistado John Douglas para atuar em seu lugar. Douglas se apresentou mais recentemente no sábado à noite.

As tensões aumentaram três semanas atrás quando Kramer entrou com um processo tentativa de forçar a banda a permitir que ele tocasse durante o show do Grammy Awards em 26 de janeiro, que também foi o fim de semana do evento Grammy's MusicCares em 24 de janeiro. Kramer apareceu no palco quando a banda aceitou seu Prêmio de Pessoa do Ano MusicCares , mas não se apresentou no concerto de estrelas do evento.

Depois que o processo foi aberto, a banda emitiu um comunicado lendo, em parte, Joey Kramer é nosso irmão; seu bem-estar é de suma importância para nós. No entanto, ele não tem sido emocionalmente e fisicamente capaz de se apresentar com a banda, como ele próprio admite, nos últimos seis meses. Sentimos sua falta e o encorajamos a se juntar a nós para jogar muitas vezes, mas aparentemente ele não se sentiu pronto para isso.

A equipe jurídica de Kramer lançou um vídeo um tanto triste de Kramer desanimado tentando entrar nos ensaios do Grammy da banda, apenas para ser interrompido pelos seguranças.

Kramer originalmente havia entrado com o processo no Tribunal Superior de Plymouth (Massachusetts) uma semana antes do evento MusiCares. Conforme relatado pelo Boston Globe, a decisão do juiz presidente foi que o baterista não conseguiu provar que a decisão de seus companheiros de banda viola o pacto de boa fé e tratamento justo implícito em um acordo da banda que permite que um membro temporariamente incapacitado seja substituído, de acordo com para a decisão.

O processo indicou que Kramer foi forçado a tocar junto com uma faixa de clique nos ensaios para efetivamente fazer um teste para seu antigo posto, e a banda realmente votou para mantê-lo fora do palco. Eles também exigiram que o músico vencido pagasse a taxa de apresentação de Douglas.

O fato de que eu seria convidado a fazer um teste para o meu próprio trabalho, demonstrar que posso jogar em 'um nível apropriado' e melhor do que minha substituição temporária com um alvo móvel de padrões inventados é tanto insultante quanto perturbador, Kramer disse em um comunicado.

Mas mesmo em meio a disputas legais, o Aerosmith continua sendo uma banda unida. Tyler, de 71 anos, e Kramer, de 69, se conheceram no colégio. Quaisquer diferenças musicais que surjam geralmente são esperadas e aceitas, já que Tyler é um conhecido perfeccionista no palco.

Perdido na saga está que Douglas realmente teve um desempenho admirável como substituto de Kramer - certamente não houve queda detectável na musicalidade. A palavra agora do campo do Aerosmith é que Kramer, como um membro fundador do Aerosmith, precisa retornar à forma, recapturar sua energia anterior e colocar esta odisséia do rock 'n' roll para descansar.